Como o leite é realmente precificado nos EUA

Como o leite é realmente precificado nos EUA

30 de julho, 2019

Nos EUA, as regulamentações dos preços mínimos do leite, impostas pelas "Ordens Federais do Mercado do Leite" (FMMO - Federal Milk Marketing Orders), são baseadas em um sistema de relatórios obrigatórios de preços de lácteos, fórmulas de precificação de leite, discriminação de preços conforme a destinação final do leite e divisão de ganhos no pool.

Esta complexa estrutura governamental para determinar os preços regulados do leite que - em última instância - definem os valores de referência do leite no nível das fazendas, começa com a descoberta do preço do produto em Chicago. A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CME) tem mercados spot eletrônicos para manteiga, queijo cheddar, leite em pó desnatado e soro em pó - os mesmos produtos que são pesquisados no relatório de preços de lácteos obrigatório do USDA (Departamento de Agricultura dos EUA).

Correlação de preços na bolsa com os preços do levantamento do USDA

Uma revisão dos preços médios semanais no mercado de lácteos da CME, em comparação com os preços semanais da pesquisa do USDA, revela um alto grau de correlação (acima de 98%) para Manteiga, Cheddar e Leite em Pó (desde 2010). Para o Soro em Pó, por sua vez, a correlação é de 65% (desde março de 2018).

Além do alto grau de correlação, uma análise de regressão revela que todos os preços da pesquisa do USDA estão estatisticamente ligados aos preços da CME das duas semanas anteriores. Como resultado, embora não estejam diretamente vinculados aos preços da pesquisa do USDA, os preços de liquidação na bolsa de Mercadorias de Chicago definem, indiretamente, o preço do leite regulado pelas Ordens Federais em todo os Estados Unidos.

Volume de negociação vs Produção de lácteos nos EUA

Dada a forte ligação entre os preços do mercado spot da CME e os preços da pesquisa do USDA, que são então usados ​​nas regulamentações federais de preços do leite, é apropriado avaliar o volume negociado no mercado à vista em relação aos níveis de produção dos EUA.

De 2009 a 2018, houve mais de 7.200 cargas de manteiga comercializadas no mercado spot da CME. Com base no tamanho máximo dos contratos, estas cargas representam aproximadamente 313 milhões de libras de manteiga. No mesmo período, quase 18 bilhões de libras de manteiga foram produzidas nos EUA. Assim, menos de 1,7% da produção de manteiga foi comercializada nos mercados à vista da CME.

Entre blocos e barris, aproximadamente 573 milhões de libras de queijo cheddar foram comercializados na CME de 2009 a 2018. Enquanto isso, a produção de cheddar dos EUA totalizou 33,5 bilhões de libras - indicando que 1,7% da produção americana de cheddar foi comercializada na CME. No mesmo cenário, menos de 1% do leite em pó desnatado foi comercializado na CME e - em 2018 - menos de 1% do soro seco foi comercializado na bolsa de Chicago.

Fazendo-se a conversão desses produtos lácteos, descobre-se que aproximadamente 785 milhões de libras de sólidos de leite foram comercializadas nos mercados à vista da CME na última década. Em comparação com uma produção total de sólidos de 257 bilhões de libras, a atividade do mercado à vista da CME representou 0,3% da produção total de sólidos de leite dos EUA - mas foi usada como referência para definir preços regulados para mais de 3,6 trilhões de libras de leite.

Descoberta de preços usando Spot e Futuros

A confiança nos mercados de futuros para a descoberta de preços é comum. Por exemplo, preços de grãos e oleaginosas são frequentemente cotados com base no preço futuro em Chicago, mais ou menos um prêmio local. O prêmio local varia, por sua vez, com base nas condições regionais de oferta e demanda.

A diferença na descoberta de preços entre os lácteos e o resto do setor agrícola dos Estados Unidos é dupla. Primeiro, a indústria de laticínios é a única grande commodity dos EUA que utiliza (indiretamente) os mercados spot da CME nas fórmulas regulamentadas dos preços federais. A conexão entre os mercados spot e os preços do leite das FMMOs pode servir como um impedimento para adicionar volume de negócios e liquidez - dificultando a descoberta de preços.

Alguns players podem não estar dispostos a participar de transações no mercado à vista devido ao impacto que isto pode eventualmente ter sobre o leite no nível das fazendas. Por exemplo, uma cooperativa de laticínios que busca vender seu excedente de queijo, manteiga ou leite em pó corre o risco de acentuar a queda dos preços destas commodities e do leite por causa das suas transações no mercado à vista.

Nesse cenário, as atividades da cooperativa no mercado à vista poderiam resultar em preços de leite mais baixos - no nível das fazendas - para todos os seus produtores cooperados. Isto ocorre apenas porque os preços do mercado à vista na CME indiretamente estabelecem os preços do leite.

Em segundo lugar, enquanto o mercado spot oferece uma oportunidade para compradores e vendedores realizarem transações e ajuda na liquidez do mercado futuro, esta pequena amostra é então injetada nos preços regulados do leite usados ​​nas FMMOs.

A exigência do USDA de que os produtos vendidos em contratos a termo sejam excluídos dos resultados obrigatórios nos relatórios de preço faz com que apenas as transações no mercado à vista facilitam a descoberta de preços nas FMMOs. Os preços estabelecidos em contratos a termo - que são provavelmente baseados em preços futuros - não são pesquisados ​​no relatório de preço obrigatório. Como resultado, a descoberta de preço e a liquidez desses mercados não têm impacto sobre os preços regulados do leite no nível da fazenda.

Considerando a expansão do relatório de preços obrigatórios

Uma análise feita pela American Farm Bureau Association* sobre o relatório obrigatório de produtos lácteos do governo americano revelou que menos de 10% dos sólidos de leite nos EUA foram capturados na pesquisa do USDA nas últimas duas décadas. Uma razão é que os relatórios de preços obrigatórios excluem os preços estabelecidos em contratos a termo. Isto exclui, por exemplo, produtos exportados que normalmente têm preços acordados e uma data de entrega posterior.

Expandir o compartilhamento de riscos incluindo preços negociados em um contrato futuro aumentaria o volume de produtos capturados na pesquisa de preços obrigatória do USDA. Além disso, ao incluir as transações de liquidação em dinheiro e entrega física, a descoberta de preço no leite seria expandida para muitos outros participantes do mercado. Isto também reduziria o impacto das transações no mercado à vista sobre os preços do leite e poderia reduzir a volatilidade dos preços. Além disso, a redução do papel dos mercados à vista na descoberta do preço do leite poderia dar cobertura para alguns fabricantes de lácteos entrarem no mercado spot de forma mais freqüente ou permanente - melhorando assim a descoberta de volume e preço deste mercado.

A expansão do relatório de preços obrigatórios não deve ser considerada em um vácuo e talvez a pesquisa de produtos deva ser reconsiderada. Ela poderia ser expandida para outros produtos ou usada para outros fins, como o levantamento do valor de sólidos do leite. Talvez os relatórios de preços obrigatórios não devam ser usados ​​para regular preços, mas sim para facilitar a descoberta de preços em um mercado com preços competitivos. Em ambos os casos, ao considerar uma expansão dos relatórios de preços, também devemos contemplar outros ajustes no programa das FMMOs, projetado para ajudar na modernização e na simplificação, bem como melhorar a precificação do leite para toda a cadeia americana do leite.

 

Fonte: American Farm Bureau Federation

_________________________________________________________________________________________________

*American Farm Bureau Federation é uma organização voluntária independente, não governamental, que representa famílias produtores rurais unidos com o objetivo de analisar seus problemas e formular ações para alcançar melhorias educacionais, oportunidades econômicas e avanços sociais e, assim, promover o bem nacional. A entidade de escopo não-partidário e não-sectária se define como a voz dos produtores rurais americanos em todos os níveis.

  • Perfil de uma vaca Jersey com baixo risco de descarte

    Marcelo de Paula Xavier

    Produtor Rural, Administrador de Empresas e Mestre em Agronegócios

    Perfil de uma vaca Jersey com baixo risco de descarte

  • A batalha comercial entre China e Estados Unidos afetará o Brasil?

    Maria Flavia Tavares

    Economista, Doutora em Agronegócios, Proprietária da MFT Consultoria

    A batalha comercial entre China e Estados Unidos afetará o Brasil?

  • O Herd Book e os primórdios do Melhoramento Genético

    Victor Breno Pedrosa

    Zootecnista, Prof. Dr. de Melhoramento Animal e Estatística

    O Herd Book e os primórdios do Melhoramento Genético

Proluv
Top