Pesquisa mostra a melhor maneira de alimentar os bezerros jovens

Pesquisa mostra a melhor maneira de alimentar os bezerros jovens

24 de maio, 2019

A forma como o produtor de leite alimenta seus bezerros é muito importante. O produtor pode utilizar o melhor sucedâneo existente no mercado, mas se o mesmo for fornecido de uma maneira não natural aos bezerros, estes não irão realmente tirar proveito de todos os seus nutrientes.

Embora haja muita informação sobre nutrição, há pouca sobre o processo de digestão nos bezerros. Assim, em 2014, uma empresa da Nova Zelândia contratou uma equipe de pesquisa independente para realizar estudos sobre os efeitos da alimentação controlada, comparada à alimentação rápida em animais jovens.

O projeto de pesquisa foi pioneiro no assunto. A equipe do projeto trabalhou com 60 bezerros de uma mesma fazenda, dividindo-os em grupos de dez. Três grupos foram alimentados com um balde de fluxo controlado denominado “Milk Bar” e os outros três grupos foram alimentados com baldes de fluxo rápido, do tipo que são geralmente usados pelos produtores de leite. Os resultados foram tão expressivos que a pesquisa acabou sendo publicada no Jornal de Nutição Animal Aplicada (Journal of Applied Animal Nutrition).

Resultados da pesquisa

Os bezerros alimentados com o sistema "Milk Bar" tiveram uma melhor absorção da lactose. A análise de digestibilidade mostrou diferenças significativas na coagulação do leite e na absorção da lactose em bezerros de 14 dias de idade.

A lactose é um açúcar e a fonte de energia ideal para a multiplicação das bactérias. Os bezerros alimentados com o sistema "Milk Bar" apresentaram muito pouca presença de lactose no intestino (pois houve uma absorção maior pelo absomaso), já os bezerros alimentados com bales de fluxo rápido (com a válvula interna) apresentaram níveis bastante altos de lactose presentes no intestino e, desta forma, maior risco de desenvolver diarreia. 

Outro vantagem do uso do sistema "Milk Bar" é a redução significativa da mamada cruzada (uma bezerra mamando na outra), a qual danifica o desenvolvimento do teto e do úbere das bezerras. O úbere é a parte mais importante de uma vaca de leite e danos iniciais podem ter efeitos duradouros que podem prejudicar bastante seu potencial produtivo.

Além disto, os bezerros alimentos com o sistema "Milk Bar" tiveram maior ganho de peso, o que pode levar a um desmame precoce, com redução de custos. Bezerras mais pesadas, produtivas e com melhor bem estar.

Segundo Juliana Rodrigues, supervisora da empresa MIlk Bar Latina, "o Milk Bar é o único balde alimentador de bezerros no Brasil que promove a mamada lenta. O bico deste balde é feito no formato do teto da vaca. Isto promove um grande bem estar, pois a mamada acontece como se a bezerra estivesse mamando no pé da vaca"

Ela explica, também, que com o uso do sistema a bezerra saliva bastante. E esta salivação é muito importante para a digestão da lactose e dos sólidos do leite dentro do abomaso da bezerra. Então, além de evitar problemas sanitários, a salivação ajuda na degradação da lactose.

"Como esse processo é mais eficiente - porque o leite cai lentamente e as enzimas da saliva ajudam - a bezerra aproveita melhor esse leite, consequentemente ela ganha mais peso, se desenvolve melhor e fica com o pelo mais bonito".

Segundo ela, outra vantagem do sistema é que - como os bezerros aproveitam melhor os nutrientes na absorção - acaba não ficando nutrientes disponíveis para as bactérias e outros micro organismos. "Então, há uma redução de mais de 90% nos casos de diarréia nutricional nas bezerras, através do uso desse alimentador".

Por fim, o sistema tem uma grande facilidade. "Você pode observar nas imagens feitas pela produtora Sônia Giebelmeier - de Chapecó (SC) - que ele foi feito para você colocar o leite e ir fazer outra coisa. Deixar a bezerra mamar tranquilamente. Até porque ela vai demorar mais. Ela vai levar no mínimo uns 6 minutos para se alimentar. Então, este alimentar foi feito de tal forma que você não tenha que ficar esperando ela se alimentar".

É importante ressaltar o depoimento (ver o vídeo abaixo) da própria produtora de Santa Catarina - que usa o Milk Bar para alimentar suas bezerras - mostrando a grande satisfação com o produto.

 

Milk Bar - o único balde alimentador de bezerros que promove a mamada lenta.

 

  • Novas regras para a produção de leite no Brasil

    Novas regras para a produção de leite no Brasil

    Ministério da Agricultua cria Comissão Técnica Consultiva do Leite, para analisar e propor medidas que vão melhorar a qualidade e a competitividade no setor lácteo brasileiro.

  • Estudo comprava que quem gosta de queijo vive mais!

    Estudo comprava que quem gosta de queijo vive mais!

    O segredo para uma vida longa e feliz? Mais queijo! Sim, estamos falando do famoso queijo DOP e, de fato, de todos os outros produtos lácteos, especialmente os mais envelhecidos. Segundo uma pesquisa publicada pela revista Bature Medicine, esses derivados do processamente de leite seria, o verdadeiro elixir da longevidade. Boas notícias, portanto, para os amantes da boa comida, que agora têm mais um motivo para serem felizes.

  • LEITE/CEPEA: Preço ao produtor registra alta de 2 centavos em maio

    LEITE/CEPEA: Preço ao produtor registra alta de 2 centavos em maio

    Cepea, 29/05/2019 – O preço do leite ao produtor registrou a quinta alta consecutiva em maio, chegando a R$ 1,5175/litro na “Média Brasil” líquida, aumento de 2 centavos (ou de 1,7%) frente a abril, segundo levantamento do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP. A média de maio foi 15,6% superior à do mesmo mês de 2018, em termos reais (os valores foram deflacionados pelo IPCA de abril/19). Desde o início do ano, os preços do leite ao produtor já subiram 20,4%.

  • Desafios do produtor rural

    Maria Flavia Tavares

    Economista, Doutora em Agronegócios, Proprietária da MFT Consultoria

    Desafios do produtor rural

  • Ordenhadeira Canalizada Linha Baixa

    Jeferson Luiz Piccoli

    Especialista em Sistemas de Ordenha

    Ordenhadeira Canalizada Linha Baixa

  • Consequências econômicas do uso da IATF em fazendas leiteiras - Entrevista com o Dr. Oscar Alejandro Ojeda-Rojas

    Roney Ramos

    Médico Veterinário, Doutor em Reprodução Animal pela USP

    Consequências econômicas do uso da IATF em fazendas leiteiras - Entrevista com o Dr. Oscar Alejandro Ojeda-Rojas

Proluv
Top