Cotação do leite atinge a maior média para o mês de fevereiro da história

Cotação do leite atinge a maior média para o mês de fevereiro da história

28 de fevereiro, 2019

No mês fevereiro, o preço do leite ao produtor subiu 10,2% em comparação com janeiro. Segundo pesquisas do CEPEA (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), o preço médio de fevereiro, referente ao leite entregue em janeiro, foi de 1,4146 R$/Lt. Este valor representa um aumento de R$ 0,13 ao mês anterior e um aumento de 33,8% em relação ao mesmo período de 2018. A instituição ressalta que - em termos reais - esta foi a maior média mensal para um mês de fevereiro na história. 

Esta tendência de alta está relacionada à uma limitação na oferta de leite, uma vez que o volume captado em janeiro ficou abaixo das expectativas do mercado. O índice de captação leiteira do Cepea registrou queda de 3% na média de dezembro para janeiro. Outro fator que contribui para a alta nas cotações foi o aumento da competição entre as empresas compradoras de leite.

A menor captação está associada à vários fatores: estiagem no Sudeste e Centro-Oeste, excesso de chuvas no Sul e, não menos importante, o desestímulo de produtores no final do ano passado, tendo em vista a queda da receita e a alta nos custos de produção.

A expectativa do CEPEA é que, em março, os preços continuem subindo, porém com menos intensidade. A expressiva valorização do leite ao produtor já no início do ano desperta alerta sobre a sustentação desse movimento. Haja vista os acontecimentos de 2017, quando a oferta limitada de leite impulsionou os preços no início do ano, mas o desequilíbrio entre oferta e demanda fez os valores cairem bastante no segundo semestre.

Não obstante, o que difere o cenário atual do cenário daquele ano é - sobretudo - o contexto econômico do país, que mostra recuperação do consumo e aumento do poder de compra das famílias.

“Se a demanda conseguir absorver a alta da matéria-prima, o ajuste da oferta pode ocorrer no curto prazo. É importante ressaltar que grande parte do rebanho brasileiro apresenta produtividade muito abaixo do potencial e que, com preços do leite em alta, há maior estímulo nutricional e aumento da produção. Além disso, a perspectiva é de preços mais atrativos de milho nos próximos meses, principalmente a partir de junho. Por outro lado, o fenômeno El Niño pode prejudicar a produção neste ano”, relatou a entidade.

Confira a edição de fevereiro do BOLETIM DO LEITE - CEPEA na íntegra:

 

  • Etapas de higienização por sistema Clean in Place (CIP) e latão ao pé

    Gabriel Augusto Marques Rossi

    Médico Veterinário - Professor Dr. Unesp/Jaboticabal

    Etapas de higienização por sistema Clean in Place (CIP) e latão ao pé

  • EUA: Jersey bate todos os recordes de produção mais uma vez

    Marcelo de Paula Xavier

    Produtor Rural, Administrador de Empresas e Mestre em Agronegócios

    EUA: Jersey bate todos os recordes de produção mais uma vez

  • Velocidade de ordenha e lesões nos tetos

    Jeferson Luiz Piccoli

    Especialista em Sistemas de Ordenha

    Velocidade de ordenha e lesões nos tetos

Proluv
Top