Encerramento do Circuito Nacional da Raça Holandesa de 2019

Encerramento do Circuito Nacional da Raça Holandesa de 2019

17 de junho, 2020

A Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (ABCBRH) fez uma transmissão ao vivo, na noite de 04 de junho, para apresentar os destaques da raça no ano de 2019. A live foi transmitida pelo Facebook (Gado Holandês) e pelo YouTube (Holstein Brasi) e teve mais de 1,5 mil visualizações. 

Hans Groenwold, presidente da ABCBRH, saudou os expectadores diretamente da Cidade do Leite, em Castro/PR, e relatou a impossibilidade da realização do evento de forma presencial, devido a pandemia do coronavírus.

“Com grande alegria cumprimento a cada um nessa live. Esta foi a maneira que encontramos para divulgar os resultados de 2019 aos criadores, empresas e amigos do Brasil”.

Hans ressaltou também a importância do trabalho das filiadas regionais: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e Goiás.

O Circuito Nacional da Raça Holandesa

Os comentários sobre o Circuito Nacional ficaram a cargo do Dr. Claudio Aragon, jurado de pista e grande especialista na área. Aragon esclareceu que, diferentemente dos anos anteriores, a comissão de jurados não pode se reunir para realizar a votação de escolha das campeãs.

“Esse ano, em função da pandemia, a votação foi online. A associação mandou por e-mail um documento com fotos de todos os animais que estavam concorrendo, os jurados votaram e ao final reunimos esses resultados para eleger as melhores em cada categoria”.

Segundo ele, o Circuito Nacional de 2019 foi muito competitivo em todas as categorias devido à grande qualidade dos animais. As campeãs nacionais foram os animais NEUMANN BENJAMIN RED IBIS de Rubens Arns Neumann  (vermelha e branca) e HALLEY RUIVINHA DOORMAN 538 TE de Pedro Elgersma (preta e branca).

“Tive a oportunidade de acompanhar vários eventos em que essas vacas participaram, acompanhei julgamentos, muitos deles por jurados internacionais, e o comentário que tivemos desses jurados é que várias dessas vacas, poderiam competir a nível internacional de forma forte e intensa”, relatou Aragon.

O Circuito Nacional de 2019 teve nove exposições qualificatórias, com as seguintes etapas:

  • Expojovem Castrolanda, em Castro/PR (em março);
  • Expofrísia, em Carambeí/PR (em abril);
  • Expoleite Fenasul, em Esteio/RS (em maio);
  • Megaleite, em Belo Horizonte/MG (em junho);
  • Expoleite Arapoti, em Arapoti/PR, (em julho);
  • Agroleite, em Castro/PR (em agosto);
  • Expointer, em Esteio/RS (em agosto);
  • Exphomig, em Itanhand/MG (em setembro); e
  • Leite Show, em Guaratinguetá/SP (em outubro).  

As Recordistas de Produção em 2019

As primeiras homenageadas da noite foram as vacas recordistas em produtividade, animais que encerraram lactação no ano de 2019 em cada uma das categorias previstas no Regulamento Oficial da Raça Holandesa, separadas por duas ordenhas ou três ordenhas.

O Gerente do Programa de Análise de Rebanhos Leiteiros do Paraná, José Augusto Horst, que narrou os resultados, lembrou que esta premiação é cumulativa; ou seja, o animal que recebe o título de recordista nacional permanece no quadro de recordistas até que outro animal supere essa produção. “No quadro de recordistas temos animais que há mais de dez anos tem seu recorde reconhecido”, relatou.

Na primeira divisão, com 305 dias de lactação e três ordenhas diárias, foram homologadas como recordistas nacionais:

Categoria 1 Ano Parida: RCH ROSECRER 784 COMMANDER de Raphael Cornelis Hoohergeide, com produção de 18.331 litros de leite, 584 de gordura e 563 de proteína.

Categoria 3 Anos Júnior: DATIJUCA CHASE LORENZA 2343 de Eduard Jan Petter e/ou Álvaro Conrado Petter, com produção de 18.98 litros de leite, 502 de gordura e 578 de proteína.

Categoria 6 anos: TIJUCA REECE SARINA 1919 de Eduard Jan Petter e/ou Álvaro Conrado Petter, com produção de 19.704 litros de leite, 580 de gordura e 563 de proteína.

Na segunda divisão, com 365 dias de lactação e duas ordenhas diárias, foram homologadas como recordistas nacionais:

Categoria 2 Anos Sênior: KRENCHINSKI FULLA de Mário João Krenchinski, com produção de 19.535 litros de leite, 625 de gordura e 539 de proteína.

Categoria 4 Anos Júnior: KRENCHINSKI NAKAMURA 269 de Mário João Krenchinski, com produção de 19.408 litros de leite, 609 de gordura e 500 de proteína.

Na segunda divisão, com 365 dias de lactação e três ordenhas diárias, foi homologada como recordista nacional na Categoria 1 Ano Parida: EF & LS COPACABANA WILDMAN de Evaristo Francisco Marques e Leandro S. Marques, com produção de 19.222 litros de leite, 527 de gordura e 561 de proteína.

Os Criadores Supremos de 2019

O evento se encerrou com as homenagens aos produtores que se consagram pela excelência e alto nível de sua criação. Os rebanhos destes Criadores Supremos apresentaram os melhores desempenhos produtivos e reprodutivos, bem como evolução fenotípica nos últimos dez anos. São eles: Carlos Alberto Huben, Dirceu Antonio Osmarini, José Hilton Prata Ribeiro, José Nelson Stockler, Marcos Vinicius Nápoli, Pedro Elgersma, Ronald Rabbers e/ou Henrieta A. V. P. Rabbers e Tilberto Henrique Husch.

 

Fonte: ABCBRH - Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa

  • Os cuidados com a anotação de dados e os impactos na avaliação genética

    Victor Breno Pedrosa

    Zootecnista, Prof. Dr. de Melhoramento Animal e Estatística

    Os cuidados com a anotação de dados e os impactos na avaliação genética

  • A importância do uso da “Ração Total Misturada” (TMR)

    João Ricardo Alves Pereira

    Zootecnista, Doutor em Nutrição Animal e Pastagens

    A importância do uso da “Ração Total Misturada” (TMR)

  • JUBILEE: recordista mundial de produção de leite na raça Jersey

    Marcelo de Paula Xavier

    Produtor Rural, Administrador de Empresas e Mestre em Agronegócios

    JUBILEE: recordista mundial de produção de leite na raça Jersey

Proluv
Top