GDT: preço internacional dos lácteos tem nova elevação

GDT: preço internacional dos lácteos tem nova elevação

21 de setembro, 2022

A plataforma Global Dairy Trade (GDT) realizou, esta semana, o seu 316º evento de leilão e os preços dos derivados lácteos continuaram com movimentos de alta. A média dos preços seguiu acima dos 4 mil dólares, fechando em US$ 4.072 /ton, com avanço de 1,62% em relação ao leilão anterior (em 06/09/22)

Nesta quinzena, ocorreu um recuo no total negociado, com 26.106 toneladas de lácteos sendo vendidas, volume 3,76% inferior em relação ao último leilão.

Quanto aos preços dos derivados, observou-se as seguintes variações:

  • Gordura anidra de leite (+3,9%), fechando em US$ 5.901 por tonelada;
  • Leite em pó integral (+3,4%), fechando em US$ 3.733 por tonelada;
  • Queijo cheddar (+2,0%), fechando em US$ 5.147 por tonelada;
  • Leite em pó desnatado (-0,8%), fechando em US$ 3.547 por tonelada;
  • Manteiga (-0,2%), fechando em US$ 5.356 por tonelada.

O menor volume ofertado e os patamares baixos que os produtos estavam operando contribuíram para elevar a demanda por novos compradores. Isto gerou movimentos de alta para determinados produtos, dentre eles o leite em pó integral. Desta forma, o cenário se manteve com países do Sudeste Asiático, Oriente Médio e África (especialmente a Argélia) elevando suas demandas pelos derivados lácteos.

A China ainda enfrenta demanda desestabilizada, devido às medidas de controle da Covid-19, com políticas de tolerância zero no combate à pandemia. Apesar disso, algumas restrições começam a retroceder, dando sinais de melhora em algumas províncias chinesas.

Em relação aos contratos futuros de leite em pó integral, tanto a plataforma GDT como a Bolsa de Futuros da Nova Zelândia (NZX Futures) tem projeções de estabilidade para os próximos meses, com os preços na casa dos US$ 3.700 e US$ 3.800 por tonelada.

Efeitos do leilão GDT no mercado brasileiro

Considerando a cotação do dólar desta segunda-feira (R$ 5,23) e o valor do leite em pó integral internacional (US$ 3.733 por tonelada), pode-se chegar ao preço equivalente de um leite importado colocado no Brasil, que seria de R$ 2,36 por litroEste valor está baixo, se comparado com o leite pago ao produtor no mês de agosto (R$ 3,57 por litro na Média Cepea), sendo também inferior ao preço do leite spot da segunda quinzena de setembro (R$ 2,58 /litro – média Brasil).

Em meio a alta volatilidade, o dólar voltou a ganhar força frente ao realdevido ao cenário de instabilidade na inflação nos Estados Unidos. Isto pode ter impactos na decisão do Federal Reserve (Fed) sobre a taxa de juros do país, que será divulgada esta semana. O mercado espera um aumento mais agressido dos juros por parte do Fed, em uma tentativa de controlar a situação.

Esse cenário de altas nos preços do mercado internacional de lácteos junto com a elevação do dólar contribuem para desestimular as importações no médio prazo. Em um primeiro momento, ainda deve-se observar importações competitivas e a janela de exportações fechada, porém isso pode ir se alterando gradualmente, caso o cenário observado nesta semana persista.

 

Fonte: Global Dairy Trade e Milkpoint

  • Etapas de higienização por sistema Clean in Place (CIP) e latão ao pé

    Gabriel Augusto Marques Rossi

    Médico Veterinário - Professor Dr. Unesp/Jaboticabal

    Etapas de higienização por sistema Clean in Place (CIP) e latão ao pé

  • EUA: Jersey bate todos os recordes de produção mais uma vez

    Marcelo de Paula Xavier

    Produtor Rural, Administrador de Empresas e Mestre em Agronegócios

    EUA: Jersey bate todos os recordes de produção mais uma vez

  • Velocidade de ordenha e lesões nos tetos

    Jeferson Luiz Piccoli

    Especialista em Sistemas de Ordenha

    Velocidade de ordenha e lesões nos tetos

Proluv
Top