Maior volume de leite inspecionado da década

Maior volume de leite inspecionado da década

16 de setembro, 2020

Em 2019, o setor lácteo formal teve aumento de 2,3% em relação ao ano anterior, atingindo 25,1 bilhões de litros. Há que se considerar que a atividade leiteira foi uma das mais prejudicadas pela greve dos caminhoneiros em maio de 2018, jogando para baixo o volume de produção daquele ano. Assim, a quantidade de leite inspecionado de 2019 foi comparada com uma base menor. Não obstante, o volume de leite inspecionado de 2019 foi o maior dos últimos dez anos.

Com os resultados alcançados, houve crescimento do consumo aparente per capita formal de 1,8%, atingindo 124 litros/hab/ano – aumento de 1,3 litro por habitante - enquanto o consumo per capital total, com a soma do leite não-inspecionado, aproximou-se dos 170 litros/hab/ano.

Estas informações fazem parte do Relatório Anual da Associação Brasileira de Leite Longa Vida (ABLV). O documento também relata que a Balança Comercial de Produtos Lácteos em 2019 teve queda de 99 milhões de litros. “Com essa redução e o aumento do leite inspecionado, a contribuição do produto importado no abastecimento interno pelo setor formal caiu para 3,7% ante os 4,2% registrados no ano anterior”

Tabela 1 - Balanço do setor lácteo 2018-2019 (em milhões de litros)

A Disponibilidade Líquida Formal do leite processado pela indústria de laticínios cresceu 453 milhões de litros, tendo cada segmento apresentado alterações discretas em sua participação no volume agregado. A mudança mais expressiva aconteceu na linha Demais Produtos, cuja participação cresceu 0,4%. 

Quanto à entrada de leite em estabelecimentos sob inspeção, a ABLV mostra que houve crescimento de forma consistente nos primeiros 7 meses do ano. Este crescimento do leite inspecionado veio de 17 estados mais o Distrito Federal, cujos estabelecimentos receberam 4,0% a mais do que no anterior, o equivalente a 759 milhões de litros. Em compensação, 8 estados apresentaram redução de 3,8% ou 207 milhões de litros, impactando o crescimento do volume (veja a tabela completa por UF abaixo).

Em termos absolutos, o maior crescimento foi no Paraná, com 186 milhões de litros, seguido de perto por Minas Gerais, com 182 milhões. Segundo produtor do país, o Rio Grande do Sul - com condições climáticas desfavoráveis - amargou redução de 79 milhões de litros. Santa Catarina, por sua vez, contribuiu com modestos 45 milhões de litros (+ 1,7%).

Não houve mudanças no ranking dos seis maiores, sendo mantida a ordem do ano anterior: Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Santa Catarina e Goiás.

 

 

Veja a tabela com o volume de leite inspecionado por UF:

 

Fonte: Anuário Leite 2020 - Embrapa

Foto: Milkpoint

  • HIBRITE: a vaca Jersey que mais produziu leite no mundo

    Marcelo de Paula Xavier

    Produtor Rural, Administrador de Empresas e Mestre em Agronegócios

    HIBRITE: a vaca Jersey que mais produziu leite no mundo

  • Os cuidados com a anotação de dados e os impactos na avaliação genética

    Victor Breno Pedrosa

    Zootecnista, Prof. Dr. de Melhoramento Animal e Estatística

    Os cuidados com a anotação de dados e os impactos na avaliação genética

  • A importância do uso da “Ração Total Misturada” (TMR)

    João Ricardo Alves Pereira

    Zootecnista, Doutor em Nutrição Animal e Pastagens

    A importância do uso da “Ração Total Misturada” (TMR)

Proluv
Top