Meio ambiente é estratégico para reduzir custos e agregar valor à agropecuária

Meio ambiente é estratégico para reduzir custos e agregar valor à agropecuária

18 de outubro, 2020

A crescente importância dada pelos consumidores – tanto no Brasil como no mercado internacional – aos impactos ambientais de produtos ou serviços traz novas oportunidades para os produtores rurais.

De acordo com a pesquisadora Claudia De Mori, da Embrapa Pecuária Sudeste, existe a possibilidade de agregar valor e melhorar o desempenho das propriedades que respeitam o meio ambiente. Esses adicionais podem ser via prestação de serviços especializados ou venda de produtos elaborados com métodos sustentáveis, como orgânicos – por exemplo – e por melhorias na eficiência dos sistemas produtivos.

Claudia acredita que a preocupação dos consumidores com a preservação ambiental tem condicionado mudanças na postura dos proprietários rurais. “Para continuarem competitivos, precisam levar em conta os reflexos de suas ações no meio ambiente, incorporando novas tecnologias e instrumentos de planejamento e controle em conformidade com os novos padrões de exigência dos consumidores e deste novo futuro que se desenha pela frente. Ou seja, devem exercer suas atividades de forma a não prejudicar o biossistema e, consequentemente, não degradar a competitividade do seu negócio.”

Para ela, isso tem implicações na decisão de quais tecnologias serão adotadas, o que altera o custo do produto e a eficiência do processo, permite agregação de valor e também resulta em alterações na gestão econômico-financeira da propriedade rural (contabilidade ambiental e custos ambientais).

Custos ambientais

Um sistema de produção não planejado e que não realiza o manejo sustentável acaba por acumular perdas na produtividade e ainda restrições de mercado, impactando diretamente na receita da propriedade.

Para Claudia De Mori, não é uma tarefa simples incorporar a questão ambiental no processo de decisão das organizações, mas é possível e lucrativo. “A ineficiência do processo produtivo em relação ao processo ambiental leva à necessidade de reparação de danos causados ou pagamento de multas e indenizações”, alerta.

A inclusão dos custos e despesas na contabilidade possibilita que o pecuarista reduza gastos de ineficiência, inclua novas fontes de renda, como a reciclagem, venda e aproveitamento de resíduos e evite multas. Além disso, abre espaço para o acompanhamento de diversos indicadores: valor do passivo ambiental, custo de água e energia por quilo de produto, gasto com transporte, disposição e armazenagem de resíduo, percentual de investimento em melhorias ambientais em relação ao orçamento, custos de incidentes ambientais e multas quanto ao faturamento bruto, entre outros, melhorando o processo de tomada de decisões na propriedade

O tema tratado pela pesquisadora será apresentado no VI Simpósio de Produção Animal e Recursos Hídricos (SPARH) - evento virtual que será realizado de 22 e 23 de outubro de 2020.

 

Fonte: Embrapa

Foto: Propriedade orgânica consegue agregar valor à produção - por Gisele Rosso

  • HIBRITE: a vaca Jersey que mais produziu leite no mundo

    Marcelo de Paula Xavier

    Produtor Rural, Administrador de Empresas e Mestre em Agronegócios

    HIBRITE: a vaca Jersey que mais produziu leite no mundo

  • Os cuidados com a anotação de dados e os impactos na avaliação genética

    Victor Breno Pedrosa

    Zootecnista, Prof. Dr. de Melhoramento Animal e Estatística

    Os cuidados com a anotação de dados e os impactos na avaliação genética

  • A importância do uso da “Ração Total Misturada” (TMR)

    João Ricardo Alves Pereira

    Zootecnista, Doutor em Nutrição Animal e Pastagens

    A importância do uso da “Ração Total Misturada” (TMR)

Proluv
Top