Ministério da Agricultura regulamenta a realização de torneios leiteiros

Ministério da Agricultura regulamenta a realização de torneios leiteiros

30 de abril, 2019

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento editou - no dia 3 de abril de 2019 - a Instrução Normativa nº 6, estabelecendo as boas práticas para a realização de torneios leiteiros no Brasil.

Para obter autorização do órgão oficial de defesa agropecuária, os organizadores deverão apresentar a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) e o plano de destinação do leite oriundo do torneio. Desta forma, todo torneio leiteiro deverá estar sob a responsabilidade de um médico veterinário devidamente registrado no Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV).

Com isto, o MAPA pretende:

  • Minimizar riscos sanitários e promover o bem-estar dos animais;
  • Monitorar o estado de saúde dos animais, inclusive com a realização de exames clínicos;
  • Coibir práticas nocivas para os animais;
  • Se interar sobre óbitos, crueldade, maus tratos ou abuso de animais; e
  • Verificar o cumprimento de procedimentos de higiene durante as ordenhas.

As instalações deverão assegurar condições que promovam o bem-estar dos animais, da seguinte forma:

  • Serem mantidas limpas;
  • Disporem de piso que minimize lesões nos cascos, escorregões e quedas;
  • Proporcionarem acesso fácil a bebedouros e comedouros com água e alimento de boa qualidade;
  • Serem providas de camas limpas e secas para proporcionar conforto para todos os animais;
  • Disporem de recursos que minimizem o estresse térmico.

O MAPA proibiu o uso de medicamentos e substâncias capazes de alterar, efetiva ou potencialmente, o desempenho dos animais no torneio leiteiro, tolerando - no entanto - a aplicação de ocitocina.

Além disto, o ingresso dos animais deverá ocorrer no mínimo 48 (quarenta e oito) horas antes da primeira ordenha do torneio.

Clique no link abaixo para fazer o download da IN 6 na íntegra:

 

  • Consequências econômicas do uso da IATF em fazendas leiteiras - Entrevista com o Dr. Oscar Alejandro Ojeda-Rojas

    Roney Ramos

    Médico Veterinário, Doutor em Reprodução Animal pela USP

    Consequências econômicas do uso da IATF em fazendas leiteiras - Entrevista com o Dr. Oscar Alejandro Ojeda-Rojas

  • O grande potencial do gado Jersey mocho

    Marcelo de Paula Xavier

    Produtor Rural, Administrador de Empresas e Mestre em Agronegócios

    O grande potencial do gado Jersey mocho

  • Quem contribui mais para o avanço genético dos rebanhos leiteiros, o touro ou a vaca?

    Victor Breno Pedrosa

    Zootecnista, Prof. Dr. de Melhoramento Animal e Estatística

    Quem contribui mais para o avanço genético dos rebanhos leiteiros, o touro ou a vaca?

Proluv
Top