Na onda das gorduras saudáveis, a manteiga está ficando mais cara

Na onda das gorduras saudáveis, a manteiga está ficando mais cara

01 de março, 2019

Segundo o Wall Street Journal, o preço médio da manteiga, do azeite de oliva, do salmão e do abacate aumentou em até 60% desde 2013. Enquanto isso, o preço dos alimentos básicos, como milho, soja e trigo, permaneceu mais ou menos o mesmo ou até caiu. Gorduras saudáveis - como a manteiga - ​​estão ficando mais caras.

Há vários fatores em jogo. Consumidores em grande parte do mundo - não apenas nos países ocidentais como no passado - estão comendo mais alimentos ricos em gorduras naturais. Neste contexto, não é fácil aumentar a produção de alimentos para atender à demanda crescente.

Azeitonas, por exemplo, requerem terra adequada e só podem ser cultivadas sob certas condições. O jornal americano afirma, ainda, que as recentes secas na Califórnia representam um desafio adicional para os produtores. Amêndoas e abacates também só podem ser cultivados em áreas específicas e levam vários anos para começar a produzir.

Embora o consumo de manteiga tenha aumentado - particularmente o consumo de manteiga ao estilo europeu - os fabricantes não tem produzido o suficiente para atender à demanda. O subproduto da manteiga é o leite desnatado, o qual não alcança preços altos como, por exemplo, queijo ou creme de leite. Os produtores estão, desta forma, produzindo menos manteiga, levando à sua escassez e empurrando os preços para cima. O preço da manteiga da Nova Zelândia cresceu 50% entre 2012 e o ano passado.

Preocupações ambientais também estão em jogo em cada uma dessas cadeias produtivas, mas talvez sejam mais pronunciada entre os pescadores de salmão. Os governos norueguês e escocês, por exemplo, limitaram a criação de novas fazendas de salmão devido a dificuldades agrícolas e problemas com parasitas marinhos, que podem prejudicar a população de peixes.

Não espere que os preços ​​dos alimentos gordurosos saudáveis caiam em breve!

 

Fonte: Wall Street Journal

  • HIBRITE: a vaca Jersey que mais produziu leite no mundo

    Marcelo de Paula Xavier

    Produtor Rural, Administrador de Empresas e Mestre em Agronegócios

    HIBRITE: a vaca Jersey que mais produziu leite no mundo

  • Os cuidados com a anotação de dados e os impactos na avaliação genética

    Victor Breno Pedrosa

    Zootecnista, Prof. Dr. de Melhoramento Animal e Estatística

    Os cuidados com a anotação de dados e os impactos na avaliação genética

  • A importância do uso da “Ração Total Misturada” (TMR)

    João Ricardo Alves Pereira

    Zootecnista, Doutor em Nutrição Animal e Pastagens

    A importância do uso da “Ração Total Misturada” (TMR)

Proluv
Top