Preços do leite ao produtor são os maiores da série histórica no mês de janeiro

Preços do leite ao produtor são os maiores da série histórica no mês de janeiro

03 de fevereiro, 2020

Segundo o CEPEA, a preço do leite pago ao produtor em janeiro foi de R$ 1,37/litro na “Média Brasil”, com alta de 1,1% frente ao mês anterior e de 2,2% em relação a janeiro de 2019. Este é o maior preço real da série histórica do CEPEA para um mês de janeiro.

Para a entidade, a alta foi decorrente da competição entre laticínios para garantir a compra de matéria-prima em um contexto de oferta limitada – o que é atípico para o período, geralmente caracterizado pelo aumento da produção puxada pelas regiões Sudeste e Centro-Oeste, com estabilidade no Sul do País. A pesquisa do CEPEA mostrou que o Índice de Captação Leiteira (ICAP-L) recuou 1,2% de novembro para dezembro na “Média Brasil”, devido à queda de 7,3% no Rio Grande do Sul, de 1,4% em Minas Gerias e de 0,5% em Goiás.

O atraso das chuvas limitou o crescimento da oferta no Sudeste e no Centro-Oeste, sustentando os preços em patamares mais altos. No Sul do País, o recuo da produção foi maior do que o esperado, devido aos menores volumes de precipitações. No Rio Grande do Sul, especificamente, as altas temperaturas e a estiagem impactaram negativamente a atividade leiteira, devido à menor disponibilidade de pastagem e também aos prejuízos no plantio de milho para silagem.

Além disso, é importante destacar que o aumento dos custos de produção e o abate de vacas leiteiras, estimulado pelos elevados preços no mercado de gado de corte, também prejudicaram a produção de leite no último trimestre de 2019. A oferta restrita, portanto, levou a curva de preços a fugir do padrão sazonal.

A dificuldade de recuperação da captação leiteira no Sudeste e no Centro-Oeste em plena safra e o encarecimento dos custos de produção preocupam agentes do setor. Os estoques de derivados seguem enxutos, o que estimulou a alta de 5% no preço do leite spot em MG em janeiro. A média parcial de janeiro (até o dia 28) da muçarela negociada no atacado paulista subiu 2,5%, enquanto a do UHT caiu 1,5%, devido à pressão dos canais de distribuição. Assim, a expectativa é de que os preços do leite no campo se mantenham firmes no 1º trimestre de 2020.

 

Fonte: CEPEA/ESALQ - Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada

  • HIBRITE: a vaca Jersey que mais produziu leite no mundo

    Marcelo de Paula Xavier

    Produtor Rural, Administrador de Empresas e Mestre em Agronegócios

    HIBRITE: a vaca Jersey que mais produziu leite no mundo

  • Os cuidados com a anotação de dados e os impactos na avaliação genética

    Victor Breno Pedrosa

    Zootecnista, Prof. Dr. de Melhoramento Animal e Estatística

    Os cuidados com a anotação de dados e os impactos na avaliação genética

  • A importância do uso da “Ração Total Misturada” (TMR)

    João Ricardo Alves Pereira

    Zootecnista, Doutor em Nutrição Animal e Pastagens

    A importância do uso da “Ração Total Misturada” (TMR)

Proluv
Top