Primeiro-ministro australiano promete prisão para ativistas veganos que invadirem fazendas

Primeiro-ministro australiano promete prisão para ativistas veganos que invadirem fazendas

18 de abril, 2019

O governo do Primeiro-ministro Scott Morrison, se reeleito nas próximas eleições de maio/19, vai condenar manifestantes que invadirem fazendas compartilhando informações sobre elas on-line. Ele chamou os manifestantes veganos e de direitos dos animais de “criminosos verdes não australianos” após recentes protestos, incluindo um dos principais ocorridos em Melbourne, onde 38 pessoas foram presas.

Outros alvos foram abatedouros e fazendas nos estados de Victoria, New South Wales e Queensland, no início deste mês. Morrison disse que os agricultores do país já estão passando por um período bastante difícil sem as ações de tais ativistas.

"Se há agricultores e fazendeiros que estão em posição de realmente entrar com uma ação civil contra esses grupos... então [o governo australiano] está totalmente aberto a apoiá-los neste caso".

Os agricultores estão exigindo que a organização de diretos dos animais Aussie Farms seja banida do Facebook e despojada de seu status filantrpico, depois de criar um mapa interativo on-line que mostra a localização de centenas de fazendas em todo o país.

O diretor executivo da National Farmers' Federation (NFF), Tony Mahar, disse ao The Guardian que é contra a lei publicar esses endereços.

"Não temos um problema com as pessoas que têm escolhas e têm o direito de consumir o que quiserem", disse ele. "Esta não é uma questão de agricultor versus veganos... trata-se de pessoas quebrando e invadindo secretamente as fazendas das pessoas de forma maliciosa e invasiva, é contra isso que temos uma objeção."

O procurador-geral Christian Porter disse que a Aussie Farms usa maliciosamente informações pessoais, incluindo nomes de fazendeiros, endereços e locais de trabalho, para encorajar outros ativistas a invadir essas propriedades e causar danos para as mesmas.

"Isso não é aceitável e o governo de Morrison, se reeleito, introduzirá um novo delito especificamente projetado para proteger os agricultores australianos do tipo de ação de vigilância que vimos esta semana", disse ele.

“Penalidades de até 12 meses de prisão serão aplicadas a indivíduos que usam um serviço como a internet, para divulgar informações pessoais com a intenção de que outra pessoa possa usar essas informações para invadir terras agrícolas. A lei também se aplica a outros produtores primários, como os abatedouros. ”

Enquanto isso, no Reino Unido, um mapa interativo online criado por ativistas veganos foi lançado em janeiro, mostrando os endereços e números de contato das fazendas de gado leiteiro do Reino Unido.

Seguiram mais de 200 ativistas de todo o Reino Unido para uma fazenda de porcos em Lincolnshire em um protesto.

A proprietária da fazenda, Sylvia Hook, afirmou que eles foram responsáveis ​​pela morte de dois leitões e danos subseqüentes à fazenda.

 

Fonte:  Farming UK, com tradução da equipe Canal do Leite.

 

Link: https://www.farminguk.com/News/Australian-PM-promises-prison-for-vegan-activists-who-invade-farms_51815.html?fbclid=IwAR3QukZLS_wHKzGiheGZ7HJFGrgDjdxqkjjIErOfDbAHHMeDWIRzdz-XDB0

 

  • HIBRITE: a vaca Jersey que mais produziu leite no mundo

    Marcelo de Paula Xavier

    Produtor Rural, Administrador de Empresas e Mestre em Agronegócios

    HIBRITE: a vaca Jersey que mais produziu leite no mundo

  • Os cuidados com a anotação de dados e os impactos na avaliação genética

    Victor Breno Pedrosa

    Zootecnista, Prof. Dr. de Melhoramento Animal e Estatística

    Os cuidados com a anotação de dados e os impactos na avaliação genética

  • A importância do uso da “Ração Total Misturada” (TMR)

    João Ricardo Alves Pereira

    Zootecnista, Doutor em Nutrição Animal e Pastagens

    A importância do uso da “Ração Total Misturada” (TMR)

Proluv
Top