7 segredos das vacas de alta produção de leite na China

7 segredos das vacas de alta produção de leite na China

Na China, de acordo com as estatísticas, as fazendas de leite de maior produtividade são as de grande escala, o que significa fazendas com milhares de vacas. Muitas dessas fazendas obtêm rendimento médio próximo a 12.000 kg por vaca / ano, sendo que a Chifeng AustAsia (foto) a fazenda chinesa com maior produtivade média em 2020 alcançou 13.654 kg / vaca / ano. Ela pertence à empresa AustAsia Farming Company, que possui 8 fazendas leiteiras na China (a fazenda Chifeng é uma delas) e 91.000 animais. 

Mas, como as fazendas chinesas mudaram de vacas de baixa produção para vacas de alta produção em apenas algumas décadas? Existe uma linha comum:

1 – Minimize o estresse

Um dos principais segredos do sucesso é respeitar os animais e fazer o possível para minimizar o estresse do rebanho. Aqui é importante não apenas prestar atenção às vacas em lactação, mas também prevenir e controlar o estresse dos animais não lactantes. Mas, o que isso significa? Resumindo, significa focar em coisas como a estrutura da fazenda, a produção diária, estar atento a todas as etapas da criação dos animais e manter o ambiente limpo e seco. Também se certificar de que a ventilação funciona em todos os momentos, a densidade do rebanho é correta, a água potável é boa e acessível, os animais não estão sofrendo de estresse por calor ou frio, a infecção do casco e da mastite é mantida na frequência mínima e que os animais são transferidos entre grupos de forma correta, para que eles não fiquem estressados ​​por causa disso.

2 – Alimentação controlada

Produtores e gerentes de fazenda devem cuidar do manejo detalhado da alimentação. Não preste atenção apenas ao refinamento da dieta, mas também ao gerenciamento refinado de todo o processo de alimentação. A checagem do vagão TMR deve ser realizada uma vez por mês, para monitorar a precisão da máquina e a uniformidade da mistura. Além disso, entender as possíveis mudanças nas matérias-primas que são utilizadas, para otimizar a formulação da dieta. Para se ter vacas de alta produção, a qualidade do volumoso deve ser mantida e, especialmente, a proporção e a digestibilidade de FDN do volumoso na matéria seca e a sua digestibilidade. Também é importante monitorar a ingestão de matéria seca (IMS) do rebanho e a quantidade de sobras. O fornecimento de volumoso de alta qualidade aumenta a IMS das vacas em lactação, mas se o volumoso não for bom e não houver um manejo detalhado da alimentação, o consumo de matéria seca será menor. Então, o pico da lactação essencial para um alto rendimento definitivamente não será atingido.

3 – Freqüência de ordenha e alimentação

É bem sabido que a frequência de ordenha influencia positivamente o rendimento das vacas e a maioria das fazendas de leite chinesas fazem 3 ordenhas por dia; algumas até 4 vezes, como é o caso na fazenda de maior rendimento mencionada anteriormente. Mas, a frequência de ordenha por si só não é suficiente; a frequência de alimentação também tem um grande impacto no rendimento – empurrar a ração no cocho até 16-21 vezes por dia é uma tendência principal na China.

4 – Funcionários qualificados

Um dos benefícios claros das fazendas de grande escala é o fato de que elas podem ter seus próprios consultores e veterinários trabalhando 24 horas por dia, 7 dias por semana nas fazendas. Isso resulta em alto profissionalismo e busca rápida de soluções para possíveis problemas. Na AustAsia, um dos elementos-chave é a nutrição dos animais e uma equipe nutricional própria se encarrega da formulação das dietas para todos os grupos. Existem equipes para criação de bezerras, equipes de veterinários, etc.; essas equipes qualificadas garantem o melhor resultado possível a qualquer momento.

5 – Foco na reprodução

Para aumentar a produtividade, deve haver um grande foco na reprodução adequada; a taxa de prenhez com uma boa reprodução é maior que 30%. Para garantir o aumento contínuo da produção, os produtores devem focar no futuro e minimizar a produção de descendentes de vacas com baixa qualidade genética e permitir que essas vacas sejam inseminadas com gado de corte. Mantenha um número razoável de gado jovem e reduza a entrada de dinheiro para o gado jovem.

6 – Boa gestão geral

Todos os itens acima requerem que os agricultores ou gerentes saibam conceitos de gestão avançados e tenham habilidades para administrar adequadamente. Um dos principais elementos de uma gestão boa e estável é o uso de protocolos SOP1 e de princípios LEAN2, um sistema de gestão que é seguro dizer que a maioria senão todas – as fazendas de grande escala na China adotaram, o que levou a resultados notáveis.

7 – Boa estrutura de produção

Outra razão digna de nota para a produção leiteira de alto rendimento na China é o agrupamento de fazendas (clusters). Um bom exemplo é a pecuária leiteira na província de Ningxia. Ela está se tornando uma área dominante na pecuária de leite chinesa, depois que as autoridades há apenas alguns anos decidiram se concentrar especificamente na indústria de laticínios e transformá-la em uma indústria chave para a província. Ao fazê-lo, a província tem proporcionado boas condições para o crescimento e expansão das fazendas e, no final de 2020, o número de vacas leiteiras na região atingiu 574 mil, um aumento de 137 mil vacas em apenas um ano. Ao mesmo tempo, o desenvolvimento do processamento de lácteos também melhorou rapidamente na província.

Além disso, esse foco especial por parte das autoridades levou ao desenvolvimento de muitas novas fazendas leiteiras de grande escala e, agora, mais de 66% delas têm mais de mil vacas de leite. O rendimento médio de todas as vacas da província ultrapassou os 9.000 kg, colocando-a entre as primeiras do país. O rápido desenvolvimento da pecuária leiteira em Ningxia também mostrou outro resultado notável: a tremenda mudança dos produtores de leite mais antigos da província. Eles mudaram sua maneira de cultivar e se voltaram para o controle de detalhes e a gestão controlada, ambos participando de sessões de treinamento, mas também aprendendo uns com os outros.

 

Notas:

1 – Procedimento Operacional Padrão (SOP – na sigla em inglês) descreve as ações necessárias para concluir as tarefas de acordo com os regulamentos comerciais, que envolvem qualidade, saúde e segurança. Em uma fazenda de leite, os casos mais óbvios SOP são os protocolos reprodutivos e sanitários.

2 – Lean é uma filosofia de gestão que tem como objetivo aumentar a produção e seus lucros com o menor custo possível, sem perder a qualidade daquilo que é produzido. A metodologia possui cinco princípios básicos, que são considerados como elementos essenciais para o grande sucesso obtido pela Toyota ao longo dos anos e que podem ser aplicados em qualquer empresa, de qualquer tamanho: Identificar valor, Mapear o fluxo de valor, Criar fluxo contínuo (sem interrupção), Estabelecer a produção puxada e Buscar a perfeição.

 

Fonte: Dairy Global

Tradução: Equipe Canal do Leite

Disponível em: https://www.dairyglobal.net/Market-trends/Articles/2021/7/7-secrets-of-high-yielding-dairy-cows-in-China-770592E/?utm_source=tripolis&utm_medium=email&utm_term=&utm_content=&utm_campaign=dairy_global

  • SHELLY: a primeira vaca Jersey a ultrapassar as 400 mil libras de leite

    Marcelo de Paula Xavier

    Produtor Rural, Administrador de Empresas e Mestre em Agronegócios

    SHELLY: a primeira vaca Jersey a ultrapassar as 400 mil libras de leite

  • CCS e CPP: o que essas contagens mostram quanto à qualidade do leite cru?

    Gabriel Augusto Marques Rossi

    Médico Veterinário - Professor Dr. Unesp/Jaboticabal

    CCS e CPP: o que essas contagens mostram quanto à qualidade do leite cru?

  • A terceirização dos serviços de colheita do milho para silagem

    João Ricardo Alves Pereira

    Zootecnista, Doutor em Nutrição Animal e Pastagens

    A terceirização dos serviços de colheita do milho para silagem

Proluv
Top